Mint Latam News

Como o Chile virou a capital mundial da observação espacial.

Com 300 noites sem nuvens por ano no deserto do Atacama, o país terá em 2025 70% dos grandes telescópios — e atrai big techs como Google e Amazon.

O deserto do Atacama é a região não polar mais seca do planeta Terra. Durante 500 anos, não houve um único registro de chuva significativa (até a ocorrência de duas tempestades, em 2015 e 2017). Essa terra tão inóspita está se revelando um presente da natureza para o Chile. O céu cristalino, livre de nuvens 90% do ano, atraiu para uma área de apenas 2 mil quilômetros quadrados (30% maior que a cidade de São Paulo) 40% dos telescópios ópticos e infravermelhos de grande porte do mundo. A participação chegará a 70% em 2025, com tendência de aumentar ainda mais no futuro. A observação espacial tornou-se estratégica para os gigantes mundiais da tecnologia e para o Chilecon Valley — como é chamada a cena das startups chilenas.

O Chile espera aproveitar a nova era de observação e exploração espacial melhor do que conseguiu na anterior, durante a Guerra Fria. Dois estudos acadêmicos recentes fazem um balanço do que o país ganhou e perdeu desde 1969, ano de instalação dos observatórios La Silla (europeu, do ESO) e Las Campanas (americano, da Carnegie Institution). O resultado é controverso. O país criou privilégios para a observação espacial, como obras de infraestrutura e cessão do terreno, além da isenção de impostos e de estudos de impacto ambiental. Apenas em 1990 (após a redemocratização) o governo chileno impôs como regra geral uma contrapartida: 10% do tempo de observação reservado a pesquisadores chilenos. A regra ajudou a pesquisa no país. Segundo a Sociedade Chilena de Astronomia, desde 2000 o número de cursos ligados a astronomia nas universidades no Chile aumentou de 2 para 17, e a quantidade de pesquisadores dessa área cresceu de 30 para mais de 900. O assunto representa a maioria (12%) da produção de artigos científicos do país. Cientistas chilenos participaram de descobertas importantes, como a primeira observação de um exoplaneta (2004) e do planeta mais parecido com a Terra (2017), além da primeira fotografia de um buraco negro (2019).

Fonte: Época Negócios

Mint Digitall

Somos uma agência preparada para o futuro, com toda a experiência e expertise de um passado brilhante.

Trabalhos no LIVE: Respiramos o Digital sem abrir mão do Presencial. Não importa o Meio ou o Canal buscamos sempre alcançar os objetivos através de experiências.

Estamos presente em toda a América Latina, com mais de 80 empresas atendidas dos mais variados segmentos: Industria, Entretenimento, Tecnologia, Bens de Consumo e muito mais.

São 11 anos de atuação desenvolvendo os melhores planejamentos e projetos para que nossos parceiros se comuniquem com o seu target e entreguem seus produtos e serviços aos consumidores de forma assertiva.

Trabalhos

Ingresso.com
Norton
Microsoft
Comper
Ingresso.com
Norton
Microsoft
Comper
Logo Ingresso.com
Logo Norton
Logo Microsoft
Logo Comper
Logo Wacom
Logo Ingresso.com
Logo Norton
Logo Microsoft
Logo Comper
Logo Wacom
MINT
Cases

Como podemos te ajudar?

Seja qual for o seu negócio ou o seu projeto, nós desenvolvemos as soluções perfeitas para você. Conheça alguns dos nossos serviços.

Ícone de Planejamento de Marketing

Planejamento de Marketing

Saiba mais
Ícone de Gestão de Plataformas Sociais

Gestão de Plataformas Sociais

Saiba mais
Ícone de Planejamento e Gestão de Mídia

Planejamento e Gestão de Mídia

Saiba mais
Ícone de Criação e Desenvolvimento

Criação e Desenvolvimento

Saiba mais
Ícone de Marketing de Conteúdo

Marketing de Conteúdo

Saiba mais
Ícone de Marketing Automation

Marketing Automation

Saiba mais
MINT
Serviços

Nossos Clientes

Nosso maior orgulho em criar soluções e contar histórias é ver que essas trajetórias complementam e fazem parte da nossa própria caminhada.

MINT
Clientes

Fale conosco!

Contato

Av. Eng. Luís Carlos Berrini, 105
Ed. Thera Office - Conj. 102
Brooklin - São Paulo - SP
Phone art
+55 (11) 5506-0096
+55 (11) 3565-0096
Phone art
Phone art